Hotéis Evitam ter o Quarto 420. Por quê?

Hotéis e outros estabelecimentos do tipo parecem evitar o número 420 pelo fato deste ser muito associado ao consumo de cannabis. O número 420 é um número como outro qualquer mas, de acordo com o Telegraph, não para os hotéis e para outros estabelecimentos do gênero.

Segundo o jornal britânico, este número “maléfico” está fortemente associado ao consumo de cannabis, uma vez que o dia 20 de abril foi a data escolhida pelos fumantes para lutarem pela sua legalização.

Todos os anos, do Reino Unido aos Estados Unidos, no mês 4, no dia 20, às 4h20 da tarde, os consumidores desta droga juntam-se em pequenos grupos por todo o mundo para apelarem aos seus governos. O número 420 tornou-se um símbolo tão forte para todos aqueles que apoiam esta causa, que os hotéis se viram obrigados a tomar medidas.

De acordo com o Telegraph, os proprietários acreditam que o número na porta suscita a que muitos dos consumidores fumem dentro dos quartos ou então decidam levar o número, geralmente afixado nas portas, para casa. Fotografias tiradas por alguns hóspedes mostram as estratégias utilizadas pelos estabelecimentos hoteleiros para contrariar o número.

Hotéis Evitam ter o Quarto 420. Por quê?

Desde o número “419+1″, o sinal de que o quarto é para não fumadores, o próprio número escrito na porta (para evitar que este seja roubado), ou até mesmo saltar o 420 parecem ser opções viáveis.

Porém, o número 420 não é o único que leva os hotéis a agir. Segundo o jornal britânico, os quartos com o número 13 também raramente existem, assim como os 13º andares – geralmente aproveitados para espaços de manutenção – por causa deste número estar associado a mau presságio ou azar.

Outro número conhecido é o 217, associado ao quarto assombrado da obra “O Iluminado”, do escritor norte-americano Stephen King. A história, adaptada por Stanley Kubrick e protagonizada por Jack Nicholson para o cinema, motivou a que o realizador alterasse o número do quarto para o 237.

De acordo com a Wired, Kubrick não queria assustar futuros hóspedes que ficassem no quarto 217 do Timberline Lodge, hotel em Oregon usado para as filmagens. Por outro lado, o Stanley Hotel, o lugar original que inspirou King a escrever o livro, decidiu manter na mesma o quarto 217. Afinal, já se tornou um local de passagem obrigatória para todos os fãs de histórias de terror.

Jetss
Editado por Notícias Completas

Nenhum comentário